CONHECENDO MELHOR A AEDEC BRASIL

A Associação Educacional de Desenvolvimento Esportivo Cultural (AEDEC Brasil) trata-se de uma associação não governamental com o objetivo de criar um modelo integrado de educação por meio do esporte e a cultura como instrumento na vida acadêmica, oferecendo treinadores qualificados, buscando novas oportunidades para os estudantes e melhorando o desempenho escolar de cada um.

Visto que as escolas promovem cada dia menos atividades esportivas para os alunos, o intuito da associação é aplicar a metodologia AEDEC para descobrir novos talentos, complementando o esporte ao ensino, para desenvolvimento geral do indivíduo. A associação trabalha por meio de projetos sociais que recebem parcerias no âmbito municipal, estadual ou federal, de públicos ou privados.

A AEDEC Brasil foi criada através de uma outra instituição. De maneira resumida, fazendo uma volta ao passado, em 2006 na cidade de Araporã, interior do estado de Minas Gerais, com cerca de 6.774 habitantes, existia a Associação Jovens de Araporã (AJA) com foco apenas no esporte basquete, com o projeto social Meninos do Basquete que atendia as crianças da cidade.

Esta funcionou durante alguns anos e depois ficou inativa por muito tempo. Um dos garotos que participava do projeto, Natan Tomaz Santos, talento descoberto pela associação, entrou em contato com o seu colega Wellington da Cruz Alvarenga, que também era atleta de basquete, mas não dessa instituição, para juntos formarem um time de basquete adulto e competirem através da mesma.

Wellington que na época fazia especialização em São Paulo em Psicologia Esportiva estava em contato com vários projetos sociais e pretendia montar uma associação futuramente, conversou com Natan e o fez uma contraproposta, de juntos trazerem a associação para Uberlândia-MG e começarem a formar um time infantil, com crianças de 6 à 12 anos, desenvolvendo as suas habilidades psicomotoras e em um futuro próximo montarem um time adulto, como era desejo de Natan.

E assim aconteceu, em 2016 a instituição se transformou em AEDEC e passou a fazer parte de Uberlândia, cidade com cerca de 584.102 habitantes, ganhando um âmbito nacional e começaram a compor a equipe da associação. Natan se tornou o presidente, Wellington o Diretor de Educação, Esporte e Ações Sociais, e novos integrantes passaram a fazer parte da mesma, como Vice-Presidente: Frederico Carvalho Rocha, Diretor de Marketing, Comunicação e Cultura: Rodrigo César Silva, Diretor Projetos e Financeiro: Yghor Queiroz Gomes.

PROJETOS

Com essa expansão, a associação passou a participar de alguns programas do meio na cidade. Como o Programa Mais Educação, onde a AEDEC foi parceira cedendo de março de 2017 a dezembro de 2017, um profissional de Educação Física para ministrar duas vezes semanais as aulas de Basquete.

Em seguida, participou do Whellchair Tennisopen Uberlândia 2017, um torneio realizado entre os dias 19 a 23 de abril de 2017, no Praia Clube Uberlândia, contando com 53 atletas cadeirantes sul americanos, atingindo um público indireto de 600 pessoas.

Foi realizada a Copa Brasil Central, na etapa Uberlândia nos dias 27 e 28 de maio, com times da região do centro-oeste, sudeste e norte brasileiro, totalizando a participação de 12 equipes. Conseguiram atingir diretamente 180 atletas, e outras 1200 pessoas dentre familiares e comunidade, comissão técnica e dirigente. A parceria com a Federação Mineira de Basquete foi pontual na chancela da competição a otimização da arbitragem, sendo assim os oficiais foram custeados pelas equipes participantes da competição.

Ouve o Campeonato Regional Categoria U13, que aconteceu durante o segundo semestre do ano de 2017 na cidade, com parceria com o Praia Clube Uberlândia e Sesi Uberlândia como sede dos jogos. Com seis equipes participantes, da cidade e região, disputaram o modelo de todos contra todos e a fase final. Além dos 90 atletas, o evento contou com a presença de cerca de 800 pessoas entre comissão técnica e dirigente, familiares e amantes do esporte. A Federação Mineira de Basquete também foi apoiadora de fundamental importância para a oficialização da competição e liberação e custeio da equipe de arbitragem.

Aconteceu a Copa Cerrado de Basquete 3×3 no dia 20 de agosto de 2017, em uma comunidade na periferia de Uberlândia, com dez equipes participantes de toda a cidade e região, atingindo um público direto de 40 atletas e público indireto de 500 pessoas. O campeonato teve apoio da Federação Mineira de Basquete que oficializou a competição e liberou verba para pagamento da equipe de arbitragem.

Além do Torneio Integração de Basquete que aconteceu entre os dias 9 e 10 de dezembro, com parceria do Praia Clube Uberlândia. O evento contou com 16 equipes participantes de 8 cidades do Triângulo Mineiro.

A AEDEC possui o Projeto Cesta na Educação, na Escola Municipal Professor Milton de Magalhães Porto que fica no bairro Segismundo Pereira em Uberlândia e foi iniciado no dia 19 de março de 2018. O projeto possui uma quadra poliesportiva que foi revitalizada em parceira com o Ministério Público do Trabalho e foi adequada para o funcionamento da prática de várias modalidades, e além da realização de aulas de Educação Física, a estrutura será utilizada como um centro de treinamento de basquete, badminton e vôlei para os alunos.

Essa idealização surgiu no início de 2017, quando a quadra já era utilizada com aulas de basquete, ministradas por profissionais multidisciplinares da AEDEC e atendiam cerca de 50 estudantes. Com o objetivo da reforma de investir no desenvolvimento das crianças da comunidade, a prática orientada de várias modalidades recebeu do Ministério Público do Trabalho o valor de R$37 mil para revitalização do espaço e hoje atende cerca de 600 crianças com idades entre 6 a 12 anos.

Wellington Alvarenga, um dos diretores da Aedec, foi jogador de basquete profissional. Sua carreira começou graças a projetos iguais ao que hoje ele ajuda a executar. “Fui aluno de escolas públicas e comecei em um clube que trabalhava com crianças de periferias. Ao olhar para esses meninos e meninas, vejo a minha história. Não enxergamos isso como esporte de alto rendimento, mas como uma oportunidade para evolução de seres humanos”, relatou.

Com o intuito de continuar melhorando a qualidade de vida dessas crianças, a AEDEC Brasil possui outros projetos aprovados pela Lei de Incentivo ao Esporte Estadual, que se encontram em fase de captação de recursos financeiros para futuramente serem executados, são eles a Liga do Triângulo de Basquete, que se trata de um projeto estadual de organização de Basquete em Uberlândia para categorias sub 12, sub 15, sub 17 e adulto, visando cada categoria conter até oito equipes das 28 cidades participantes, com 269 jogos na liga, com subsídios na inscrição e arbitragem. E o Time AEDEC, que é um projeto com o intuito de auxiliar no treinamento já existente dentro da instituição escolhida e apoiadora, desenvolvendo o basquete para 200 atletas, de 12 a 20 anos, com o acompanhamento do educador físico, fisioterapeuta e psicólogo.

One thought on “CONHECENDO MELHOR A AEDEC BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *